Métodos Computacionais Avançados

O desenvolvimento de modelos computacionais para resolução de problemas complexos requer a utilização de métodos oriundos de diferentes áreas da computação. Este projeto prevê a utilização de processamento de sinais, inteligência computacional, métodos numéricos e computação de alto desempenho para a resolução de problemas provenientes das áreas de transporte, telecomunicações, saúde, geofísica, agropecuária, internet das coisas, energia, cidades inteligentes, dentre outras. Buscam-se o desenvolvimento de abordagens computacionalmente tratáveis, que sejam robustas e eficientes, garantindo estabilidade e convergência para a solução de problemas propostos.

Na temática de processamento de sinais e inteligência computacional, busca-se o desenvolvimento de novos algoritmos de filtragem adaptativa, análise teórica desses algoritmos e o desenvolvimento de modelos a partir de dados observados. Abordagens envolvendo visão computacional para dispositivos embarcados e técnicas capazes de reduzir o gasto de energia em redes de sensores são exemplos de aplicações.

Já no que tange a temática de métodos numéricos e computação de alto desempenho, visa-se a concepção e desenvolvimento de métodos eficientes para problemas práticos e cotidianos, bem como problemas científicos ou de engenharia,  que descrevem aplicações nas áreas de meio ambiente, geofísica, saúde, de dinâmica de fluidos, além de modelos para o mercado financeiro. São formuladas soluções computacionais que sejam capazes de descrever a dinâmica de tais problemas de maneira robusta e eficiente. Incluem-se nesta temática, técnicas de processamento paralelo para a redução do tempo de simulação por meio de ambientes de processamento paralelo e distribuído, multi e many cores, como supercomputadores, clusters, placas gráficas (GPUs), além de placas de sistemas embarcados.

Docentes Envolvidos

  •  Diego Brandão (Responsável)
  •  Rafaelli Coutinho
  •  Laura Assis

Parcerias internacionais:

  •  Rodrigo Franco Toso (Microsoft  AI & Research)

Fomentos

  1. Edital FAPERJ APQ1, projeto “Métodos numéricos computacionalmente eficientes para resolução de equações diferenciais parciais”, no período 2016-Atual, com coordenação do docente Diego Brandão. Valor financiado R$13.000,00.
  2. Edital de Grupo de Pesquisa do CEFET/RJ, projeto “Grupo de Pesquisa em Modelagem Computacional”, no período 2016-atual, com coordenação do docente Diego Brandão. Valores financiados: R$69.854,10 (2017) e R$115.068,45 (2018).
  3. Bolsas PIBIC.

Esses projetos estão em desenvolvimento pelos membros do grupo desde 2016 e totalizam um valor de financiamento de aproximadamente R$197,922.55.

Comments are closed.